Madeirada News

MENU
Logo
Sexta, 05 de março de 2021
Publicidade
Publicidade

Policial

Novas denúncias vinculam o padre Robson a suposta tentativa de suborno a desembargador

Reportagem do Fantástico exibe gravações em que o religioso teria usado dinheiro da Afipe para pagar extorsões e propinas

213
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Reportagem do Fantástico da noite deste domingo (21) trouxe novas denúncias envolvendo o padre Robson de Oliveira, ex-reitor da Basílica de Trindade, município da Região Metropolitana de Goiânia. Em áudios captados do celular e computadores do religioso, investigadores do Ministério Público do Estado encontraram indícios de que ele utilizou recursos da Associação dos Filhos do Divino Pai Eterno (Afipe) para pagamento de extorsões. Os investigadores apontam ainda suposta tentativa de suborno a desembargadores do Tribunal de Justiça de Goiás e possível tráfico de influência junto à delegada afastada de Trindade, delegada Renata Vieira.

De acordo com a reportagem, padre Robson teria contratado o jornalista e ex-vereador Tayrone di Martino e a esposa dele, Talitta di Martino, para a produção da biografia do religioso. Os investigadores, porém, nunca encontraram o livro. 

Em um dos áudios a que o Fantástico teve acesso, o religioso diz: “Você acha que eu ia dar R$ 350 mil para fazer um servicinho daquele da biografia da minha vida. Aquilo foi extorsão, Talitta. Extorsão pura”. De acordo com a reportagem, a extorsão teria relação com um suposto romance entre padre Robson e Tallita.

Outro caso em que o padre teria usado dinheiro da Afipe para pagar extorsões envolve uma jornalista que teria tido acesso a material extraído de computadores do religioso, em 2017. O hacker responsável foi preso, mas teria conseguido R$ 2 milhões para não divulgar o conteúdo – tudo com dinheiro da Afipe. De posse do material, o marido da jornalista, Ubiracimar dos Santos, teria tentado extorquir o padre.

Nesse ponto, entre em cena a delegada Renata Vieira, que investigava a tentativa de extorsão por parte do marido da jornalista. Em uma conversa pelo celular, padre Robson diz à delegada que tentará resolver a questão pessoalmente, mas que levará com ele um homem armado para garantir sua segurança. “A gente vai fazer tudo isso fora do padrão legal”, diz o ex-reitor da Basílica de Trindade.

Em outro trecho, padre Robson diz para a delegada que pode ser preciso “criar uma história”. “Você me libera dessa situação, se acontecer o extremo ali”, afirma. O religioso combina com dois homens um código para que eles rendam Ubiracimar, no encontro para negociar a extorsão. “O sr. vai falar ‘não tem jeito’. Aí a gente já rende ele”, diz um dos homens. “Aí pode chegar, grampear ele. Nós não vamos chamar a polícia, nós vamos resolver o negócio aqui”, responde o padre.

Na sequência, padre Robson e Ubiracimar negociam os valores da extorsão – tudo gravado no celular do religioso. Mesmo sem saber do conteúdo, o ex-reitor pede para que Ubiracimar baixe o valor de R$ 500 mil para R$ 200 mil. “Anota meu telefone aí. Você vai pensar melhor esse valor”, afirma o padre. Os dois se despedem, sem que qualquer pagamento seja feito.

De acordo o material fornecido pelos investigadores ao Fantástico, Renata Vieira e padre Robson conversaram várias vezes, seja por meio de ligações, seja por mensagens. A delegada teria, inclusive, corrigido um depoimento do religioso dentro do inquérito. Em troca, segundo a reportagem, ela teria conseguido um contrato para venda de fragrância aromática aos frequentadores da Basílica.

Em nota, a delegada diz que é amiga de Padre Robson desde 2009 e que presidiu o inquérito que apurava o caso de extorsão em que ele era vítima, obedecendo “as normas da lei”. Porém, Renata Vieira foi afastada na sexta-feira (19). Em entrevista ao Fantástico, o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, diz que o caso transparecia uma espécie de “subordinação” da delegada diante do padre. “Ela trabalhando para ele. E obtendo favores dele por conta disso”, diz o secretário.

A reportagem afirma, ainda, que os investigadores do MP afirmam que padre Robson tinha “as portas abertas” com alguns desembargadores do Tribunal de Justiça de Goiás. De acordo com a reportagem, em conversa gravada, padre Robson teria se comprometido a desembolsar R$ 750 mil para divisão entre três desembargadores, que reverteram em segunda instância uma decisão desfavorável à Afipe em um processo relacionado à aquisição de uma fazenda. “500 (mil reais) para um e o restante para dois”, diz ao padre uma das pessoas gravadas. Um bilhete apreendido pelo MP traria uma lista de pessoas que receberam dinheiro da Afipe, inclusive um desembargador, que teria recebido R$ 600 mil.

Em nota, o TJ diz que a presidência da corte “desconhece os fatos narrados na reportagem”. O texto afirma, ainda, que “não foram utilizados os meios próprios de trazer ao Poder Judiciário informações ou indícios de eventual conduta inadequada de magistrados para regular apuração”. “Não se pode presumir a ocorrência de irregularidades do julgamento de processos a partir de conversa mantida entre advogado e cliente”, afirma o TJ.

Perguntado pelo Fantástico sobre o contrato para escrever a biografia de padre Robson, Tayrone Di Martino não teria respondido. Mas defendeu o religioso afirmando que uma perícia policial comprova que “centenas de áudios e vídeos foram montados por hackers criminosos e transmitidos para vários celulares à época”. 

Em nota, a defesa de padre Robson disse que o religioso desconhece o conteúdo dos áudios e mensagens, mas que eles são fruto de montagem “de pessoas inescrupulosas”. Diz, ainda, que ele tem sido vítima de perseguição política. “O seu pedido é que lhe permitam prosseguir sua vida religiosa em paz, sem que seja constantemente vitimado por injustas e falsas acusações”, afirma o texto.

Ubiracimar não quis comentar o conteúdo da reportagem. Em sua conta no Twitter, Tayrone Di Martino escreveu: “Hoje eu vi o quanto a Globo faz um mau jornalismo. Eles falam o que querem, mesmo recebendo todos os esclarecimentos”.

 

 

 

Fonte: Jornal O popular

Link da matéria: https://www.opopular.com.br/noticias/cidades/novas-den%C3%BAncias-vinculam-padre-robson-a-suposta-tentativa-de-suborno-a-desembargador-1.2201537

Texto: Rodrigo Hirose

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Encaminhe sua mensagem, assim que possível estaremos te respondendo ;)