Madeirada News

Homem é acusado de matar e beber sangue de vítima no Distrito Federal

Segundo a polícia, além de assassinar uma pessoa, criminoso sacrificava animais, como cães, gatos e codornas, em supostos rituais

A Polícia Civil do Distrito Federal procura um homem acusado de cometer ao menos um assassinato e beber o sangue da vítima ainda quente, em suposto ritual de magia negra. O caso macabro foi descoberto na tarde desta terça-feira (14/05/2019), no Itapoã.

O corpo de um homem foi encontrado dentro de uma manilha por investigadores da 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá). O suspeito foi identificado, mas fugiu do local após o crime.

Mais sobre o assuntoDF: pai consegue guarda de menino que foi vítima de ritual em seitaMenino é resgatado após denúncia de maus-tratos em rituais espirituais

De acordo com as investigações, o autor do homicídio matou a vítima, Heraldo José de Carvalho, 43 anos, a golpes de facão, bebeu o sangue e jogou o corpo em uma tubulação que possui cerca de um metro de diâmetro.

Foi necessária uma operação de resgate para retirar o cadáver da galeria de águas pluviais. Os investigadores passaram a tarde no local, acompanhando o trabalho do Instituto de Criminalística (IC)

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Homem é acusado de matar e beber sangue de vítima no Distrito Federal

A Polícia Civil do Distrito Federal procura um homem acusado de cometer ao menos um assassinato e beber o sangue da vítima ainda quente, em suposto ritual de magia negra. O caso macabro foi descoberto na tarde desta terça-feira (14/05/2019), no Itapoã.

O corpo de um homem foi encontrado dentro de uma manilha por investigadores da 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá). O suspeito foi identificado, mas fugiu do local após o crime.

Mais sobre o assuntoDF: pai consegue guarda de menino que foi vítima de ritual em seitaMenino é resgatado após denúncia de maus-tratos em rituais espirituais

De acordo com as investigações, o autor do homicídio matou a vítima, Heraldo José de Carvalho, 43 anos, a golpes de facão, bebeu o sangue e jogou o corpo em uma tubulação que possui cerca de um metro de diâmetro.

Foi necessária uma operação de resgate para retirar o cadáver da galeria de águas pluviais. Os investigadores passaram a tarde no local, acompanhando o trabalho do Instituto de Criminalística (IC)

Publicidade