Madeirada News

MENU
Logo
Quinta, 06 de agosto de 2020
Publicidade
Publicidade

Trânsito

GDF publica cronograma de reabertura de escolas, bares, academias e outras atividades

Escolas privadas poderão retornar às aulas de forma presencial no dia 27 de julho.

1484
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Governo do Distrito Federal (GDF) publicou, nesta quinta-feira (2), um decreto com o cronograma de reabertura de atividades na capital. Dentre os setores a serem retomados, estão bares e restaurantes, academias e escolas públicas e privadas.

O decreto, publicado no Diário Oficial (DODF), também libera toda e qualquer atividade comercial e industrial no DF. Confira as datas de retomada de cada setor:

  • Salões de beleza e academias: a partir de 7 de julho;
  • Academias: a partir de 7 de julho
  • Bares: a partir de 15 de julho
  • Instituições particulares de ensino: a partir de 27 de julho
  • Instituições públicas de ensino: a partir de 3 de agosto

Requisitos para funcionamento

Lojas

Os comércios de rua ficam autorizados a funcionar das 10h às 20h; os shoppings, de 13h às 21h, conforme já vinha sendo feito. Brinquedotecas, provadores e ambientes do tipo têm de ficar interditados.

As lojas localizadas em shoppings só devem ser abertas após os funcionários passarem por testagem para a covid-19. Os resultados dos testes deverão estar disponíveis na loja.

Salões de beleza e academias

Autorizados a funcionar a partir da próxima terça-feira (7), os salões de beleza, barbearias, esmalterias e centros estéticos poderão ficar abertos de acordo com o horário determinado em alvará.

As cadeiras devem ser dispostas em distância de dois metros uma das outras; não será permitido deixar o cliente esperar dentro do estabelecimento; o uso de máscara é obrigatório para cliente e funcionário. O funcionário ainda tem de usar o protetor “face shield”.

Academias

Autorizadas a funcionar a partir da próxima terça-feira (7), as academias também poderão ficar abertos de acordo com o horário determinado em alvará.

De uma a duas vezes por dia, por, pelo menos, 30 minutos, os estabelecimentos terão de ser fechados para limpeza geral e desinfecção. Será necessário disponibilizar aos clientes produtos para higienização dos equipamentos. Catracas e pontos eletrônicos com biometria deverão ser interditados.

  •  
  •  
PUBLICIDADE

O Governo do Distrito Federal (GDF) publicou, nesta quinta-feira (2), um decreto com o cronograma de reabertura de atividades na capital. Dentre os setores a serem retomados, estão bares e restaurantes, academias e escolas públicas e privadas.

O decreto, publicado no Diário Oficial (DODF), também libera toda e qualquer atividade comercial e industrial no DF. Confira as datas de retomada de cada setor:

  • Salões de beleza e academias: a partir de 7 de julho;
  • Academias: a partir de 7 de julho
  • Bares: a partir de 15 de julho
  • Instituições particulares de ensino: a partir de 27 de julho
  • Instituições públicas de ensino: a partir de 3 de agosto

Requisitos para funcionamento

Lojas

Os comércios de rua ficam autorizados a funcionar das 10h às 20h; os shoppings, de 13h às 21h, conforme já vinha sendo feito. Brinquedotecas, provadores e ambientes do tipo têm de ficar interditados.

As lojas localizadas em shoppings só devem ser abertas após os funcionários passarem por testagem para a covid-19. Os resultados dos testes deverão estar disponíveis na loja.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
 

Salões de beleza e academias

Autorizados a funcionar a partir da próxima terça-feira (7), os salões de beleza, barbearias, esmalterias e centros estéticos poderão ficar abertos de acordo com o horário determinado em alvará.

As cadeiras devem ser dispostas em distância de dois metros uma das outras; não será permitido deixar o cliente esperar dentro do estabelecimento; o uso de máscara é obrigatório para cliente e funcionário. O funcionário ainda tem de usar o protetor “face shield”.

Academias

Autorizadas a funcionar a partir da próxima terça-feira (7), as academias também poderão ficar abertos de acordo com o horário determinado em alvará.

De uma a duas vezes por dia, por, pelo menos, 30 minutos, os estabelecimentos terão de ser fechados para limpeza geral e desinfecção. Será necessário disponibilizar aos clientes produtos para higienização dos equipamentos. Catracas e pontos eletrônicos com biometria deverão ser interditados.

Bares e restaurantes

Autorizados a funcionar a partir do próximo dia 15, os bares e restaurantes terão de deixar as mesas pelo menos dois metros distantes umas das outras, com limite de seis pessoas por mesa. Cada estabelecimento só poderá funcionar com 50% da capacidade.

As máquinas de cartão deverão ser cobertas com papel filme. Cardápios deverão ser revestidos de material que possibilite a higienização, ou expostos em lousas, ou aplicativos eletrônicos que possam ser acessados, por meio de QR Code no celular.

Escolas privadas e públicas

As carteiras, cadeiras e mesas deverão ser dispostas com distância de um metro e meio umas das outras. Bebedouros, catracas e pontos eletrônicos deverão ser proibidos.

Cada instituição deverá, também, delimitar a capacidade máxima de pessoas nas salas, bibliotecas, elevadores e outros ambientes compartilhados. As atividades esportivas deverão ser realizadas ao ar livre. Aqueles que gerem aglomeração deverão ser suspensos.

  •  
  •  
PUBLICIDADE

O Governo do Distrito Federal (GDF) publicou, nesta quinta-feira (2), um decreto com o cronograma de reabertura de atividades na capital. Dentre os setores a serem retomados, estão bares e restaurantes, academias e escolas públicas e privadas.

O decreto, publicado no Diário Oficial (DODF), também libera toda e qualquer atividade comercial e industrial no DF. Confira as datas de retomada de cada setor:

  • Salões de beleza e academias: a partir de 7 de julho;
  • Academias: a partir de 7 de julho
  • Bares: a partir de 15 de julho
  • Instituições particulares de ensino: a partir de 27 de julho
  • Instituições públicas de ensino: a partir de 3 de agosto

Requisitos para funcionamento

Lojas

Os comércios de rua ficam autorizados a funcionar das 10h às 20h; os shoppings, de 13h às 21h, conforme já vinha sendo feito. Brinquedotecas, provadores e ambientes do tipo têm de ficar interditados.

As lojas localizadas em shoppings só devem ser abertas após os funcionários passarem por testagem para a covid-19. Os resultados dos testes deverão estar disponíveis na loja.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
 

Salões de beleza e academias

Autorizados a funcionar a partir da próxima terça-feira (7), os salões de beleza, barbearias, esmalterias e centros estéticos poderão ficar abertos de acordo com o horário determinado em alvará.

As cadeiras devem ser dispostas em distância de dois metros uma das outras; não será permitido deixar o cliente esperar dentro do estabelecimento; o uso de máscara é obrigatório para cliente e funcionário. O funcionário ainda tem de usar o protetor “face shield”.

Academias

Autorizadas a funcionar a partir da próxima terça-feira (7), as academias também poderão ficar abertos de acordo com o horário determinado em alvará.

De uma a duas vezes por dia, por, pelo menos, 30 minutos, os estabelecimentos terão de ser fechados para limpeza geral e desinfecção. Será necessário disponibilizar aos clientes produtos para higienização dos equipamentos. Catracas e pontos eletrônicos com biometria deverão ser interditados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bares e restaurantes

Autorizados a funcionar a partir do próximo dia 15, os bares e restaurantes terão de deixar as mesas pelo menos dois metros distantes umas das outras, com limite de seis pessoas por mesa. Cada estabelecimento só poderá funcionar com 50% da capacidade.

As máquinas de cartão deverão ser cobertas com papel filme. Cardápios deverão ser revestidos de material que possibilite a higienização, ou expostos em lousas, ou aplicativos eletrônicos que possam ser acessados, por meio de QR Code no celular.

Escolas privadas e públicas

As carteiras, cadeiras e mesas deverão ser dispostas com distância de um metro e meio umas das outras. Bebedouros, catracas e pontos eletrônicos deverão ser proibidos.

Cada instituição deverá, também, delimitar a capacidade máxima de pessoas nas salas, bibliotecas, elevadores e outros ambientes compartilhados. As atividades esportivas deverão ser realizadas ao ar livre. Aqueles que gerem aglomeração deverão ser suspensos.

Continuam suspensos

Alguns serviços ainda seguem suspensos no DF. São eles:

  • Eventos que exijam licença do Poder Público;
  • Eventos esportivos no DF, inclusive campeonatos de qualquer modalidade;
  • Cinema, teatro e outras atividades culturais exceto na modalidade drive-in;
  • Boates e casas noturnas.

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Encaminhe sua mensagem, assim que possível estaremos te respondendo ;)