Madeirada News

MENU
Logo
Quinta, 13 de maio de 2021
Publicidade
Publicidade

Saúde

Em meio ao caos na saúde, Prefeitos anunciam Lockdown no Entorno; veja o que vai abrir e fechar

Em reunião, eles decidiram aderir ao decreto do governador Caiado

2748
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Após reunião na noite deste domingo (21), os prefeitos do Entorno decidiram em conjunto por aderir ao decreto do Governo do Estado, que estabelece LOCKDOWN e o encerramento das atividades não essenciais pelo mesmo período. 

Em vídeo, os prefeitos de Cidade Ocidental, Luziânia, Valparaíso e Novo Gama detalharam a situação em que se encontra a saúde pública do Entorno. As unidades de saúde não suportam mais a demanda e o atendimento se encontra restrito. A falta de leitos e oxigênio evidencia cada vez mais esta situação de colapso. 

A todo momento chegam pacientes com COVID-19 nas unidades, muitos em estado grave, e a falta de recursos para atender tamanha demanda é preocupante. A principal unidade de tratamento contra a COVID-19 está completamente lotada, que é o Hospital Regional de Luziânia. 

 

Em Novo Gama, o quadro se encontra assim: 

 

Pronto atendimento 24H: 

 

4 pacientes nas enfermarias com COVID;

1 paciente entubado.

 

Mont Serrat

 

3 pacientes no box

1 paciente entubado

2 paciente na enfermaria com COVID;

 

Nesse momento complicado, os prefeitos pediram a compreensão e colaboração da população, pois são medidas necessárias para conter esse vírus que vem destruindo vidas diariamente. Tendo em vista o descontrole do vírus e a contaminação em crescente diária, medidas como essas se tornam inevitáveis. Os decretos deverão ser publicados nesta segunda-feira (22), mas o fechamento dos comércios não essenciais já se iniciou. 

 

 

Veja o que pode abrir:

 

farmácias;

clínicas de vacinação;

laboratórios de análises clínicas;

estabelecimentos de saúde;

hospitais e clínicas veterinárias - mas não estabelecimentos comerciais de insumos e gêneros alimentícios pertinentes à área;

cemitérios e serviços funerários;

distribuidores e revendedores de gás;

postos de combustíveis;

supermercados e congêneres - não se incluindo lojas de conveniência;

restaurantes e lanchonetes apenas para entrega, pegue/leve e drive-thru - proibido consumo no local;

estabelecimentos que atuem na venda de produtos agropecuários;

agências bancárias;

casas lotéricas;

serviços de call center restritos às áreas de segurança, alimentação, saúde e de utilidade pública;

atividades de informação e comunicação;

escritórios e sociedades de advocacia e contabilidade - mas sem atendimento presencial;

fornecedores de bens ou de serviços essenciais à saúde, à higiene e à alimentação;

transporte coletivo e privado, incluindo as empresas de aplicativos e transportadoras;

segurança privada;

empresas de saneamento, energia elétrica e telecomunicações;

assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade;

obras da construção civil de infraestrutura do poder público;

borracharias e oficinas mecânicas;

restaurantes e lanchonetes instalados em postos de combustíveis;

estabelecimentos que estejam produzindo, exclusivamente, equipamentos e insumos para auxílio no combate à pandemia da Covid-19.

Todas as atividades que não estiverem nessa lista, estão com seu funcionamento suspenso. 

 

Veja o vídeo abaixo: 

 

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Encaminhe sua mensagem, assim que possível estaremos te respondendo ;)