Madeirada News

MENU
Logo
Sábado, 31 de julho de 2021
Publicidade
Publicidade

Trânsito

Dia Livre de Impostos terá gasolina a R$ 3,79 na Asa Norte

Com descontos de até 70%, Dia Livre de Impostos ocorre no DF nessa quinta-feira (27/5), em protesto contra a alta carga tributária

351
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

 

Lojistas de todo o país promovem, nessa quinta-feira (27/5), o Dia Livre de Imposto. Empresas oferecem aos consumidores preços sem o valor destinado à cobrança tributária, a fim de alertar a população sobre o impacto dos impostos na compra de produtos e serviços. As lojas incluídas na campanha bancarão o valor descontado.

A 15ª edição da campanha nacional, promovida na capital pela Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF) e a Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem (CDL Jovem DF) terá boneco inflável na Esplanada dos Ministérios e painel no Conic.

A lista das lojas participantes pode ser acessada aqui. O posto de gasolina Jarjour, da 206 Norte, por exemplo, disponibilizará 10 mil litros de gasolina com desconto. O combustível será vendido, para pagamentos em dinheiro, a R$ 3,79 o litro, e cada carro poderá abastecer até 20 litros.

De acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em um ranking de 30 países, o Brasil é o 14º que mais arrecada dinheiro com tributos, e os impostos cobrados de empresas no Brasil podem aumentar o valor de produtos e serviços em até 70%.

“Os tributos do Brasil são tão caros porque toda a cadeia produtiva é tributada, desde o produtor do insumo até a renda do consumidor. Além disso, a falta de percepção de retorno desse tributo é o que o deixa mais caro. Se pagássemos por esse valor mas tivéssemos um retorno para a sociedade, a percepção não seria de um tributo caro, mas sim de um tributo justo", observa o coordenador geral da CDL Jovem, Hugo Leite.

E completa: “A campanha do DLI tem como objetivo conscientizar toda a população do quão é pesado o tributo nos produtos consumidos. Em um perfume de R$ 100, cerca de 70 reais são para o imposto. Então, o poder de compra do cidadão é extremamente reduzido. Queremos forçar o governo a realizar a reforma tributária”.

Nesta segunda-feira (24/5), o presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou que há consenso entre o governo e os representantes do Congresso Nacional em torno da reforma tributária. O anúncio ocorreu após impasses sobre propostas para simplificar o sistema de tributos.

Fonte/Créditos: Correio Braziliense

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Encaminhe sua mensagem, assim que possível estaremos te respondendo ;)