Madeirada News

MENU
Logo
Sábado, 31 de julho de 2021
Publicidade
Publicidade

Policial

Conselheiro tutelar é acusado de bater e esganar jovem de 16 anos no DF

As agressões teriam ocorrido por volta das 3h da madrugada, quando a vítima foi até a casa de Néliton Portuguez de Assunção

491
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

 

 

 

O presidente da Associação de Conselheiros Tutelares do DF, Néliton Portuguez de Assunção, está mais uma vez sob investigação na Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). Ele é suspeito de agredir e esganar uma adolescente de 16 anos em uma chácara no Riacho Fundo I, no último dia 3 de junho. Em setembro do ano passado, conforme revelado pelo MetrópolesNéliton foi acusado de assédio sexual.

Na nova acusação, segundo apurado pela reportagem, o pai da vítima, que não terá o nome revelado para preservá-la, compareceu à 29ª Delegacia de Polícia (Riacho Fundo) e narrou que a filha chegou em casa chorando e dizendo ter sido esganada pelo conselheiro. O irmão da adolescente, de 21 anos, também informou ter sido vítima da violência por parte do servidor.

As agressões teriam acontecido por volta das 3h da madrugada do referido dia, quando a garota foi até a casa de Néliton, com o intuito de terminar o relacionamento com o namorado, que estava na residência do conselheiro.

No local acontecia uma festa. Após uma breve discussão, uma confusão generalizada se formou entre a jovem de 16 anos, seu irmão, Néliton e o namorado da menina. De acordo com o descrito na ocorrência policial, neste momento ela conta ter sido agredida pelo conselheiro.

Segundo consta em boletim registrado, a jovem estava em frente ao portão, quando o conselheiro veio do interior do imóvel e, com as mãos, a esganou e a deixou sem forças para reagir.

Durante a confusão, que resultou em socos, chutes e pedradas, com o intuito de fugir do local, uma outra jovem que estava na residência caiu de uma janela. Ela foi internada com suspeita de fratura em três vértebras, luxação e terá de passar por cirurgia

Ainda segundo a ocorrência policial, Néliton representou criminalmente contra o irmão da vítima de 16 anos. O caso foi registrado como vias de fato, agressão, ameaça e dano. A ocorrência segue sob investigação na 29ª Delegacia de Polícia, no Riacho Fundo.

Metrópoles tentou entrar em contato com o conselheiro, mas ele não foi localizado. O espaço permanece aberto.

Fonte/Créditos: Metrópoles

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Encaminhe sua mensagem, assim que possível estaremos te respondendo ;)