Madeirada News

Circulam em redes sociais versões adulteradas de conversas entre Moro e Dallagnol, diferentes das publicadas por site

O compartilhamento de Fake \news é crime

Após a divulgação de trocas de mensagens entre o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e o procurador da República Deltan Dallagnol, versões adulteradas de conversas entre os dois começaram a circular no WhatsApp. Uma delas mostra Dallagnol dizendo a Moro: “Temos a Globo e o Estadão do nosso lado, garantiram cobertura total”. Essa declaração, porém, não aparece na reportagem originalpublicada pelo site The Intercept Brasil.

Na noite de domingo, 9, o The Intercept Brasil publicou conversas que mostrariam que Moro teria orientado investigações da Operação Lava Jato por meio de mensagens trocadas no aplicativo Telegram. De acordo com o site, há conversas escritas e gravadas nas quais Moro sugeriu mudança da ordem de fases da Lava Jato, além de dar conselhos, fornecer pistas e antecipar uma decisão a Dallagnol.

 

A versão que circula no WhatsApp traz outros elementos não publicados na reportagem de The Intercept: no texto adulterado, Moro diz que a sentença no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) “já está combinada” e pergunta a Dallagnol se os procuradores não conseguiriam fazer nada para impedir a candidatura de Fernando Haddad (PT).

A imagem com a conversa alterada também foi publicada no Facebook e teve 2,9 mil compartilhamentos nas últimas cinco horas. Por meio da parceria com a rede social, o Estadão Verifica marcou a postagem como distorcida.

Fonte

O Estadão
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Circulam em redes sociais versões adulteradas de conversas entre Moro e Dallagnol, diferentes...

O Estadão

Após a divulgação de trocas de mensagens entre o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e o procurador da República Deltan Dallagnol, versões adulteradas de conversas entre os dois começaram a circular no WhatsApp. Uma delas mostra Dallagnol dizendo a Moro: “Temos a Globo e o Estadão do nosso lado, garantiram cobertura total”. Essa declaração, porém, não aparece na reportagem originalpublicada pelo site The Intercept Brasil.

Na noite de domingo, 9, o The Intercept Brasil publicou conversas que mostrariam que Moro teria orientado investigações da Operação Lava Jato por meio de mensagens trocadas no aplicativo Telegram. De acordo com o site, há conversas escritas e gravadas nas quais Moro sugeriu mudança da ordem de fases da Lava Jato, além de dar conselhos, fornecer pistas e antecipar uma decisão a Dallagnol.

 

A versão que circula no WhatsApp traz outros elementos não publicados na reportagem de The Intercept: no texto adulterado, Moro diz que a sentença no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) “já está combinada” e pergunta a Dallagnol se os procuradores não conseguiriam fazer nada para impedir a candidatura de Fernando Haddad (PT).

A imagem com a conversa alterada também foi publicada no Facebook e teve 2,9 mil compartilhamentos nas últimas cinco horas. Por meio da parceria com a rede social, o Estadão Verifica marcou a postagem como distorcida.

Inscreva-se Newsletter

Inscreva-se em nossa newsletter e receba em primeira mão nossas novidades!
[CARREGANDO...]

Publicidade