Madeirada News

MENU
Logo
Quarta, 21 de abril de 2021
Publicidade
Publicidade

Saúde

Caos na saúde: Ocupação de UTIs nos hospitais públicos do DF chega a 94%

Na rede particular, não há leito de UTI pediátrica e, para adultos, a taxa de ocupação está em 93%

165
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Distrito Federal, assim como o resto do Brasil, enfrenta o pior momento da pandemia da covid-19 neste mês de março. Segundo dados atualizados na manhã desta quinta-feira (4/3) pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), a taxa de ocupação geral das Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) em todo o território está em 94%. Para as UTIs adultas, a ocupação é de 95% e para as pediátricas, 90%. As UTIs neonatais têm ocupação de 92%.

Quando os números são vistos por hospital, mostram quão grave é a situação: os hospitais regionais de Taguatinga, Samambaia, Santa Maria, Paranoá estão com ocupação total de leitos. O mesmo acontece em unidades contratadas pelo governo do DF nos hospitais São Matheus, São Francisco, Home e HUB — onde não há mais uma única vaga.

Enquanto isso, a lista de espera divulgada pela SES-DF tem 89 pessoas aguardando uma vaga para começar o tratamento intensivo. No cadastro, pacientes inscritos há mais de uma semana aguardam por uma vaga na UTI. Entre as pessoas que já estão em uma unidade, 18 delas precisam de outro tipo de suporte (como diálise, por exemplo) e aguardam transferência.

Rede particular

A situação também é caótica nos hospitais privados. Para internação pediátrica, não existem mais vagas, de acordo com o InfoSaúde. A taxa de ocupação para adultos é de 93%. Só restam 14 vagas em todo o Distrito Federal nos hospitais Alvorada, Águas Claras, Maria Auxiliadora e Santa Lúcia.

Fonte/Créditos: Correio Braziliense

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Encaminhe sua mensagem, assim que possível estaremos te respondendo ;)