Madeirada News

AUTORA DE SEQUESTRO DE BEBÊ EM 2017 É ENCONTRADA MORTA EM CASA

A suspeita dos investigadores da 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho) é de que o companheiro dela tenha cometido o crime

Condenada por sequestrar uma criança de três meses em junho de 2017 no Conic, Cevilha Moreira dos Santos foi encontrada morta dentro da própria casa, em Sobradinho. O caso aconteceu na madrugada desta segunda-feira (11/3) e os agentes da 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho) tratam o caso como feminicídio.  
 
 
Os investigadores não revelaram o nome do autor, que seria companheiro da vítima, mas informaram que ele continua foragido. De acordo com a Divisão de Comunicação da Polícia Civil (Divicom), os policiais estão à procura do suspeito.  
 
O crime aconteceu por volta das 2h e os agentes já realizaram perícia na residência do casal. Cevilha foi condenada em novembro de 2017 a dois anos e seis meses de prisão, em regime inicial semiaberto. 

O sequestro  

Cevilha Moreira sequestrou uma criança de três meses em uma clínica de exames admissionais no Conic, região central de Brasília, em 29 de junho de 2017. A mãe da criança, Arlete Bastos da Silva, deixou a filha aos cuidados dela enquanto era atendida e contou à polícia que, quando voltou para buscar a menina, não viu mais a mulher nem a criança. 
 
A sequestradora foi localizada por policiais militares de Goiás em Planaltina de Goiás, cidade distante 60km do Plano Piloto, e presa sete horas após o rapto da menina. Os policiais também encontraram com Cevilha uma certidão de nascimento, em que ela registrou a garota como filha. O documento, segundo a polícia, reforça a premeditação do crime. 
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

AUTORA DE SEQUESTRO DE BEBÊ EM 2017 É ENCONTRADA MORTA EM CASA

Condenada por sequestrar uma criança de três meses em junho de 2017 no Conic, Cevilha Moreira dos Santos foi encontrada morta dentro da própria casa, em Sobradinho. O caso aconteceu na madrugada desta segunda-feira (11/3) e os agentes da 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho) tratam o caso como feminicídio.  
 
 
Os investigadores não revelaram o nome do autor, que seria companheiro da vítima, mas informaram que ele continua foragido. De acordo com a Divisão de Comunicação da Polícia Civil (Divicom), os policiais estão à procura do suspeito.  
 
O crime aconteceu por volta das 2h e os agentes já realizaram perícia na residência do casal. Cevilha foi condenada em novembro de 2017 a dois anos e seis meses de prisão, em regime inicial semiaberto. 

O sequestro  

Cevilha Moreira sequestrou uma criança de três meses em uma clínica de exames admissionais no Conic, região central de Brasília, em 29 de junho de 2017. A mãe da criança, Arlete Bastos da Silva, deixou a filha aos cuidados dela enquanto era atendida e contou à polícia que, quando voltou para buscar a menina, não viu mais a mulher nem a criança. 
 
A sequestradora foi localizada por policiais militares de Goiás em Planaltina de Goiás, cidade distante 60km do Plano Piloto, e presa sete horas após o rapto da menina. Os policiais também encontraram com Cevilha uma certidão de nascimento, em que ela registrou a garota como filha. O documento, segundo a polícia, reforça a premeditação do crime. 

Publicidade